O seu diário de notícias do Mundo MapleStory


O Setor Ômega é uma base militar localizado numa pequena ilha na base da Torre Eos. As pessoas do Setor Omega possuem uma das tecnologias mais avançadas do mundo, e eles com certeza precisam dela. Recentemente, o Setorsofreu ataques de aliens invasores do espaço. Houve um pequeno aviso, e seus objetivos eram desconhecidos. Felizmente, um morador de Henesys descobriu o aviso antes que os monstros pudessem atacar e entregou o aviso ao lider de Henesys, o Chefe Stan. Incapaz de entregar a notícia ao setor Ômega, ele pediu à um viajante que estivesse indo para o Setor Ômega e entregasse o aviso ao Dr. Kim, a quem o aviso estava misteriosamente enderessado. Depois de um longo caminho,  ele finalmente chegou ao Centro de Comandos do Setor Ômega e entregou o bilhete ao Dr. Kim, chocado com o bilhete do espaço e com o fato do viajante ter percorrido um longo caminho, ele o recompensou. Era muito tarde, entretanto; os aliens já haviam começado seus ataques. Dr. Kim era um criador genial e estava trabalhando em um enorme robô para combater estes aliens. Assim, ele pediu ao viajante que levasse o projeto do robô a seus três melhores soldados, Chury, Hoony e Gunny. Chury estava no Silo, então foi fácil comunicá-lo sobre os planos. Depois de apresentar o projeto à ele, Chury pediu ao viajante para mostrar o Projeto para Hoony, assim como também levar algumas comidas espaciais, pois ele estava em pesquisas de campo há algum tempo. Hoony estava nos campos do Setor Ômega, e após lanchar e ver os projetos do robô, pediu ao viajante que entregasse a arma laser de Gunny, aproveitando que ele iria mostrar os planos à ele. Concordando, Hoony lhe entregou a arma laser e o viajante continuou sua jornada até encotnrar Gunny. Retornando à base, Dr. Kim o recompensou novamente pelos serviços prestados.

A invasão ainda continuava. Dr. Kim pediu para o viajante voltar e ver o robô terminado, mas isso demoraria muito tempo. Depois de temporariamente visitar o Setor Omega, o viajante começou a escalar a torre Eos, voltando para Ludibrium. No topo da torre, havia uma casa velha caindo aos pedaços, lá dentro ele encontrou uma garota chamada Korin. Ela parecia muito confusa, e ele tentou ajudá-la. Ela disse que esteve perdida pelos últimos dez meses, e recentemente começou a não perceber sobre esse tempo todo. Ela disse que logo depois que chegou em casa, ela foi interrogada por dois homens estranhos usando roupas pretas sobre o que tinha acontecido durante o tempo que ela estivera perdida. Korin não tão boba, percebeu que estes homens provavelmente sabiam algo sobre seu sumiço. Desesperada, ela pediu ajuda ao viajante, que concordou prontamente. Havia apenas um lugar onde ele sabia que coisas estranhas como essa aconteceriam: O Setor Omega. Cansado de toda a escalada, o viajante descansou e finalmente voltou ao Setor Ômega. Não demorou muito encontrar a pessoa que se encaixasse com as descrições de Korin. O  viajante contou ao homem sobre as dificuldades que Korin tem passado. O homem de preto poderia dizer se o visitante estivesse mentindo, e como não era o caso, decidiu contar a verdade. Ele era o Agente Marco, e estava investigando desaparecimentos de pessoas por todo o mundo no último ano. Quando Korin foi abduzida, ele já estava a caminho mas chegou muito tarde, e não havia mais nada que pudesse fazer para salvá-la. Ela, assim como outras pessoas foram abduzidas pelos Mateões, alguns dos tipos de aliens que estavam invadindo o Setor Omega! Eles roubaram suas memórias e agora estavam carregando fragmentos dela. Marco disse que poderia reunir os fragmentos, se alguém as conseguisse para ele. Sem hesitação, o viajante começou a lutar contra os Mateões. Depois de centenas deles, ele coletou todos os Fragmentos de Memórias e os entregou para Marco. Assim ele uniu as peças transformando-as nas memórias de Korin, que parecia como uma jóia preciosa, e cuidadosamente Marco a entregou ao viajante. Ele o avisou  que as memórias eram f´rageis, e que depois de recuperar as memórias, Korin entraria em estado de choque, mas que isso seria normal. De volta à torre Eos o viajante começou a escalar a torre de volta à casa de Korin em Ludibrium. Ela ficou surpresa de vê-lo retornar tão rapidamente, e demorou um tempo para que acreditasse em sua história. Ele lhe entregou suas memórias e o cristal foi absorvido por ela. Ela subitamente lembrou-se de tudo. Os aliens tentaram conseguir informações de Ludibrium e do Setor Omega a partir de suas memórias, mas ela lutou contra eles, finalmente escapando depois de dez longos meses presa. Extremamente grata, ela deu ao viajante um pergaminho.

Depois  de algum tempo, o viajante, que estava cuidando de alguns problemas no Castelo de Ludibrium, ficou curioso sobre como estavam indo as construções do Robô. Ele desceu a torre e chegou no Setor Omega, imediatamente a caminho do escritório do Dr. Kim, no Centro de Comando, e o Dr. estava feliz em revê-lo. A estrutura do robô já estava completa, agora era hora de começar a construção em si. As partes eram manufaturadas na Fábirca de Ludibrum, e precisavam ser entregues no galpão de Ômega. O viajante sabia o que teria que fazer, e começou a escalar a torre Eos. Depois de chegar em Ludibrium, ele procurou pelo Assistente Cheng, o homem que o Dr. Kim estava falando. Eles já tinham feito contato, e Cheng lhe entregou as caixas. Mais uma vez, o viajante desceu a torre Eos para o Setor Omega e cansado, entregou as caixas para o Dr. Kim. O Dr. Kim estava impressionado com as tarefas do viajante e lhe deu as Cápsulas de Transporte de Ludibrium , que poderia instantaneamente transportar qualquer pessoa para Ludibrium.  O viajante ficou um pouco irritado, no começo, pois ele poderia ter usado estas cápsulas e evitar todas aquelas viagens pela torre, mas ele finalmente agradeceu ao Dr. por não ter que viajar mais uma vez. Depois de descansar, o viajante estava pronto para partir para Ludibrium quando o Dr. Kim o alcançou. As peças foram roubadas pelos aliens quando estavam sendo transferidas para onde o robô estava sendo construido. Felizmente, os soldados colocaram dispositivos de monitoramento nas caixas, e suas localizações poderiam ser apontadas. Os aliens esconderam elas no Campo Boswell, mas todos os soldados mais fortes estavam ocupados. O viajante decidiu que esta seria uma chance de agir mais do que um mero entregador, e saiu a procura das caixas. Depois de destruir os dispositivos de armazenamento dos aliens, ele recuperou as caixas e as levou para o Setor Omega. O Dr. Kim estava tão feliz, que deu ao viajante mais várias cápsulas de transporte, algumas que o levariam para o Centro de Comando do Setor Ômega, em vez de Ludibrium.

Satisfeito com seu trabalho, o viajante estava mais uma vez preparado para usar a Cápsula de Transporte de Ludibrium. Mas desta vez, o General encarregado de coordenar todo o Setor Omega, o General Maestro, chamou o viajante. Ele disse que os fofinhos e pacíficos Coelhos com Tambor na Torre de Eos de repente ficaram ferozes, e monstros irritados, atacando todos os viajantes. Era tão suspeito e incomum que o General começou a presumir que os aliens estivessem envolvidos. Os relatórios iniciais revelaram que os Coelhinhos estavam carregando um Cristal Escuro e sem vida. Mesmo que o seu poder já estivesse esgotado, eles ainda transmitiam uma aura maligna. O General Maestro precisava estudar seus efeitos nos monstros. O viajante escalou a Torre Eos e nos andares ao centro da torre,  caçou alguns Coelhos com Tambor, atrás desses cristias. Demorou um certo tempo, mas ele finalmente voltava para o Setor Homega com todos os Cristais Escuros que precisaria. O general estava satisfeito com os resultados, mas ainda inquieto. Os Coelhos com Tambor foram originalmente criados para começar o Festival em Ludibrium, mas o festival teve que ser fechado, e os coelhos começaram a se transformar em monstros. Entretanto, os Cristais sem vida providenciaram algumas provas. Parece que os aliens envolvidos com isto eram os, Cinzões. O General Maestro pediu ao viajante que fosse ao Campo Kulan e investigasse as coisas dos Cinzões até encontrar alguma coisa que valesse a pena. Depois de destruir alguns dispositivos de armazenamento, o viajante encontrou um documento escrito na lingua dos Aliens. Ele entregou o documento ao General Maestro, que usou os tradutores avançados do Setor Omega para ler. O documento detalhava o plano que contaminaria os Coelhos com Tambor. Usando cristais Negros, criados de amostra de maldade formados nas mentes dos monstros malignos que contêm grande quantidade de poder maligno, criaturas dóceis e puras poderiam ser contaminadas e forçadas a virarem monstros. Os aliens usavam estes cristais para transformar os inocentes Coelhinhos com Tambor em monstros crueis para auxiliá-los em seus ataques no Lago Ludus.  Os Cristais Negros eram a unica coisa que faziam os monstros se tornar maus, depois que o poder maligno do cristal começava a enfraquecer, eles se transformavam em Cristais Escuros e sem vida. Uma solução temporária poderia ser usada descoberta pelo General, usando Cristais escuros e minérios de cristal negro. O viajante correu para a Torre Eos para lutar mais Coelhos com Tambor e coletar seus cristais escuros. Não muito depois, o General poderia selar o poder maligno, por um certo tempo. O viajante recebeu um pergaminho poderoso por seus serviços, mas os problemas no Setor Ômega não estavam nem pertos de terminar…

Anúncios

Comentários em: "8. Setor Ômega pt. 1" (4)

  1. Axo que esse texto fico grande d+ -.-‘

  2. MixMagux disse:

    nem li prefiro noticias e quadrinhos

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: